Notícia
 

09-10-2014

 

Argentina desenvolve método para diagnosticar ebola em menos de 24 horas

 

O método foi desenvolvido pelo Instituto Malbrán a partir do envio de material genético viral

 

A Argentina desenvolveu um método de diagnóstico de biologia molecular que permite diagnosticar ou descartar o vírus do ebola em menos de 24 horas, informou nesta quinta-feira o Ministério de Saúde do país em comunicado.
 
O método foi desenvolvido pelo Instituto Malbrán a partir do envio de material genético viral de um centro de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS), e é o único destas características que existe na América Latina.
 
O centro conseguiu desenvolver um cevador que permite multiplicar o genoma do vírus de ebola se este estiver em uma amostra de sangue ou outros fluidos e assim confirmar ou descartar um caso.
 
O ministro de Saúde argentino, Juan Manzur, destacou que "a Argentina é o primeiro país da América Latina que tem o diagnóstico para ebola" e explicou que a validação da técnica desenvolvida foi realizada por um centro de referência da OMS.
 
O vice-ministro da pasta sanitária, Jaime Lazovski, indicou que por enquanto foram registrados cinco casos em diversos pontos do país que resultaram ser falsos alertas.
 
"Essas situações dispararam os alertas imediatamente e não foi necessário o isolamento estrito, pois se descartou imediatamente que estivessem infectadas por ebola", disse Lazovski.
 
Fonte: Terra

 

 

VOLTAR